sábado, 16 de janeiro de 2010

Tempestade no Laranjal



(Clique nas imagens para ampliar)
No dia 10 de janeiro, domingo, o Rio Grande do Sul estava sob a ação de uma massa de ar quente e úmida, com potencial para a formação de tempestades convectivas em pontos isolados do estado. Foi o que ocorreu na praia do Laranjal, em Pelotas, neste dia. A tempestade foi registrada por Guilherme Schild, e de acordo com medições de estações automáticas, a célula tempestuosa acumulou 65mm de chuva em Tapes em apenas 40 minutos. Além disso, ocorreu precipitação de granizo.
Acima há uma imagem de radar, onde está indicada a forte célula que atuava na região, com uma refletividade de 55 dbZ. Há também uma imagem de satélite do mesmo horário.

Abaixo estão as fotos da tempestade.

2 comentários:

  1. Foi um belo cumulunimbus, com grande desenvolvimento vertical!

    ResponderExcluir